Desvende os aspectos positivos e negativos das cores para a comunicação visual

Gostou? compartilhe!

Desvende os aspectos positivos e negativos das cores para a comunicação visual

Saiba mais sobre

As cores são um elemento de extrema importância para a comunicação visual. Isso acontece porque a visão é responsável por 50% das nossas atividades cerebrais, o que significa que os aspectos visuais são sempre os primeiros a chamar a nossa atenção, seja de forma racional ou emocional. Justamente por isso, elas devem comunicar, exatamente, a intenção desejada pelas empresas nos materiais.

 
“Comunicar-se de forma eficaz significa utilizar as cores sem erros de sintaxe cromática. Fazendo um paralelo com a escrita verbal, se alguém escreve uma frase com erro gramatical, comete um ‘analfabetismo verbal’, de modo a deixar a intenção da mensagem prejudicada. Com o uso das cores, ocorre algo similar. Quando escolhemos relações de cores sem o conhecimento de como elas operam objetivamente na percepção, praticamos o ‘analfabetismo cromático’, prejudicando a intenção da comunicação de determinado projeto”, explica Paula Csillag, Prof.ª Dra., especialista e consultora em cores.
 

Para ficar ainda mais fácil de entender a importância do uso adequado das cores nos materiais de comunicação, vale a pena aplicar a teoria em um exemplo prático.

 

“Quando temos a intenção de evidenciar um título que está sobreposto a uma foto, por exemplo, as cores utilizadas devem ser perceptivamente mais quentes do que as cores do fundo, porque se a cor do título for relativamente mais fria, a mensagem não será evidenciada e a marca ficará apagada e desvalorizada”, afirma.

 

Como escolher as cores mais adequadas?

 

Se as cores influenciam na percepção das pessoas e têm o poder de evidenciar ou, ao contrário, tornar irrelevante um elemento importante da comunicação, como fazer, então, para usá-las de maneira adequada?

 

Se as cores influenciam na percepção das pessoas e têm o poder de evidenciar ou, ao contrário, tornar irrelevante um elemento importante da comunicação, como fazer, então, para usá-las de maneira adequada?

 

De acordo com a especialista no assunto, é importante levar em consideração, também, os fatores subjetivos, ou seja, as sensações que as cores podem despertar nas pessoas.

 

Voltemos ao exemplo dado no tópico acima. Digamos que a cor escolhida para o título do material tenha sido o roxo. Apesar de ser uma cor mais quente e forte, em alguns contextos, ela pode ser mal recebida pela sua associação com o luto.

 

Por isso, muito mais do que escolher cores que combinam ou que agradam ao seu gosto pessoal, é fundamental estudar e conhecer as emoções que elas estimulam.

 

Conheça os aspectos positivos e negativos das cores

 

Vermelho – O vermelho é uma cor bastante intensa que pode transmitir sensações de paixão, sensualidade, excitação, ousadia e poder. Ao mesmo tempo, dependendo do contexto em que for aplicado, também pode significar raiva, violência, orgulho ou força.

 

Amarelo – O amarelo é uma cor quente que passa a sensação de calor, luz e energia. Justamente por isso, as sensações associadas ao tom são de alegria, otimismo, estímulo e descontração. Ele também é estimulante, embora tenha como aspectos negativos a associação com a covardia e o fato de ser um potencializador do estresse.

 

Laranja – O laranja também é uma cor alegre, que transmite criatividade, energia, sucesso, vitalidade e, até mesmo, gentileza. Não à toa, costuma ter o tom associado à amizade e ao equilíbrio. Por outro lado, pode transmitir uma sensação de exagero e irritabilidade.

 

Verde – O verde é a cor da saúde, da vida e da natureza, assim como a ideia de abundância e dinheiro. Em relação aos aspectos negativos, no entanto, destacam-se a associação com a amargura, imaturidade e, até mesmo, com sensações de náuseas.

 

Azul – Confiança, segurança, tranquilidade, calma e harmonia são algumas das sensações transmitidas pelo azul. A cor da espiritualidade tem como aspecto negativo principal a ligação com a nostalgia, depressão, solidão e melancolia.

 

Roxo / Violeta – Além de representarem as cores da imaginação e da criatividade, o roxo e o violeta também têm um apelo muito forte com o lado místico, despertando sensações de magia, transformação, intuição e espiritualidade. A parte negativa, no entanto, é a ideia de luto, tristeza e, até mesmo, de vaidade.

 

Rosa – A rosa é a cor da feminilidade, beleza, doçura e inocência. Por isso, é importante tomar cuidado ao utilizá-la para não “infantilizar” o material.

 

Preto – Cor muito sofisticada, referente ao luxo, poder e à modernidade, o preto também está, em contrapartida, associado à morte e maldade.

 

Branco – O branco é a cor da paz, luz, pureza e esperança, além do minimalismo e da simplicidade. Apesar disso, pode transmitir a sensação de frieza e monotonia.

 


Gostou? compartilhe!